Textos

Transbordo

E
Saio de mim
Caio por terra
Percorro, corro, faço caminhos
Faço sulcos e valas e despenhadeiros
E na fonte continua a brotar, eterna mente
A transbordar -
Sem água no jorro – Passional.
E brotam, transbordam
Por pele, por poros,um  atinar de-mentes
Vício que debilita a razão
Encanto passageiro
Que se pode eternizar
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 31/03/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários